fbpx

PDE: Programa de Desenvolvimento de Equipes | Team Building

Equipe unida, engajada e que contribui para o resultado da empresa. É o que queremos, certo? Sim!

 

É o que temos? Nem sempre.

 

O Consultor Interno de Recursos Humanos / Business Partner ou o gestor e até mesmo algum integrante da equipe percebe que:

 

  • “podemos ser melhor como time”;
  • “algo não está legal”;
  • “nosso setor se juntou a outro”
  • “nosso gestor é novo na empresa”
  • “nossa equipe passou por uma situação complicada”
  • “a rotatividade nessa área está acima da média da empresa”
  • “as pessoas não se conhecem muito…”
  • “precisamos uma maior integração”

 

Assim surgem as necessidades de um programa de team Building. São encontros de 4 a 8 horas com o objetivo de fortalecer dos vínculos, melhorar nas entregas e o clima de um setor. Algumas empresas preferem fazer vários encontros, outras só um. Varia muito da demanda e da cultura organizacional.

 

Quando se tem a clareza do é necessário desenvolver, é a hora de buscar a consultoria que atenda essa necessidade.

 

A Com Propósito entra aí, como parceiro do negócio! O nosso propósito é “Desenvolver pessoas e negócios através de experiencias transformadoras”. Quando recebemos a demanda, pensamos no projeto de forma sistêmica atendendo os diversos públicos para gerar a transformação e começamos a curadoria de conteúdo, buscando o que há de melhor e mais atual.

 

O Team Building é super customizado e os mais queridinhos dos nossos clientes são:

 

Chef com Propósito: Todos são convidados para um treinamento e chegando lá… na hora da fome, a galera descobre que cozinhar o rango será por conta deles. Trabalhamos: uso de recursos, gestão do tempo, relacionamento, gestão de conflito, adesão de ideias… e o melhor… até hoje a comida nunca queimou.

 

Vínculos que Somam: É através das histórias que nos vinculamos, nos reconhecemos e nos tornamos especiais para as pessoas. Esse encontro é assim: recheado de histórias, integração, construções e oportunidades para cocriamos o setor / a empresa que queremos!

 

Deixe ir e deixe vir: Em um mundo em constante mudança…Pausas são necessárias para darmos sentido ao que passamos e sentimos. Nesse team building proporcionamos um momento de reflexão onde exploramos o legado, os vínculos e as conexões. A metodologia usada é a Teoria U, do MIT (USA) e a Inteligência Emocional.

 

 

Aprendendo com os cavalos: Os animais cumprem um papel definido no universo. Alguns, como os cães e gatos, estabelecem vínculos diretos conosco, seres humanos. Outros nos mobilizam e acionam diferentes emoções em cada pessoa. O cavalo alcançou um patamar especial, mágico, quase mitológico, servindo como “espelho da alma” para nós humanos. Os anos de convivência nos permitiram compreender que muito podemos aprender com os eles. Cavalo, na natureza é preza. Para que ele passe a confiar no Homem, precisamos estabelecer vínculos de confiança.

 

As equipes que realizam esse programa desenvolvem: Autoconhecimento, Comunicação, Liderança, Confiança, Humildade, União, Empatia nos processos e relações e foco no cliente (interno e externo)! Um dia para realmente enfrentar medos e, em equipe, desenvolver novas competências para o grupo. Que tal?

 

 

Usamos a andragogia, ensino para adultos, como metodologia, colocando as pessoas como protagonistas do seu aprendizado.

 

Nosso método é:

 

  • 70% de experiência;
  • 20% de trocas; e
  • 10% de conhecimento teórico.

 

 

Em um formato leve e profundo. Leveza e densidade não são opostas no crescimento humano.

 

Outra técnica, que amamos, é a Teoria U, criada por Otto Sharmer, professor do MIT (EUA). Sua aplicabilidade vai desde facilitar o autoconhecimento até a criação do planejamento estratégico e mudança organizacional.

 

  • 3 momentos: análise do passado (comportamentos e crenças), aqui e agora (como estamos, deixando ir o que não faz mais sentido e deixando vir o que queremos) e a Prototipação do Futuro.
  • 3 aspectos: mente aberta, coração aberto e intenção aberta. Para cada um há necessidade de um comportamento específico.
  • 3 vozes internas precisam ser caladas: voz do julgamento, voz do cinismo e voz do medo.

 

  • Autoconhecimento / autogestão: Quanto melhor estamos conosco, melhor seremos com os outros. O autoconhecimento é libertador. Gostamos de começar os programas com esse módulo. Um super ZOOM para dentro de si! Para depois olhar os demais.

 

  • Inteligência Emocional: Reconhecer as suas emoções e as dos outros é sempre uma oportunidade de conexão para atitudes mais coerentes com nossos desejos e projetos.

 

  • Segurança Psicológica: As empresas querem inovar, crescer, ter novos produtos. Para isso precisam gerar um ambiente seguro para aprender com os erros, trazer a diversidade e o sentimento de pertencimento aliado a responsabilidade de cada pessoa e time. Vamos criar essa cultura?

 

  • Saúde Mental: Esse assunto passou a ser pauta da reunião da diretoria. Lá, muitos estão com a sua saúde mental fragilizada e percebem o mesmo nas equipes que precisam dar conta do recado em casa e no emprego em um mundo BANI e em pandemia. Criamos muitos programas em 2020 e 2021 com essa temática em diferentes organizações de vários portes.

 

  • Comunicação e Comunicação Não Violenta: Quem não se comunica se trumbica, né Chacrinha! Por que toda a reclamação é um pedido que não foi atendido, sabia? Então bora rechear a mochila com metodologia, prática e incluindo as nossas emoções e percepções para pedidos mais efetivos.

 

  • Negociação: Negociamos o tempo todo… na família, na academia, no trabalho… somos negociadores por essência. Inspirado na experiencia de Helena Brochado no curso de Negociações realizado em Harvard pela CMIInterser, montamos um programa super prático. Onde vivenciamos os 7 elementos da negociação: Relacionamento, Comunicação, Interesses, Opções, Legitimidade, Acordo e Alternativas e Muito mais!

 

  • Gestão de Conflitos: Quem nunca? Conflitos fazem parte da nossa vida! Vamos entender como podemos trabalhar melhor?

 

  • Estilos de gestão: Gestor centralizado, democrático, delegador, generativo, compassivo, liderança situacional… Jesus salva! E o que disso tudo faz sentido para nós? Qual o NOSSO estilo de gestão? Bora cocriar?

 

  • Feedback: Qual foi o feedback que mais impactou na sua vida? Começamos com essa pergunta. E assim, para os nascidos até 1980, “cai a ficha” e para os mais novinhos… os “downloads são concluídos” sobre a relevância dessa ferramenta, que não é exclusiva dos gestores. Vai um feedback ai?

 

  • Conversas difíceis: “Xiiii, ela me chamou na sala dela… deu m!” É mais ou menos assim, que a galera fala quando são chamados por seus gestores. Isso é fruto de uma cultura que começou em casa… “quando o seu pai chegar, você vai ver…”, depois na escola com a sala do diretor e nas empresas. Só que não precisa ser assim. Conversas difíceis são necessárias, fazem parte da vida e precisamos desses momentos para crescermos como seres humanos e empresas.

 

Isso é um pouquinho de como trabalhamos Com Propósito! Quer saber mais, entre em contato.

Nenhum comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.