fbpx
pia na copa

5 perfis de técnicas da Copa Feminina para inspirar líderes

A Copa do Mundo de Futebol feminino começou impressionando muita gente. Estádios lotados, audiência alta nas partidas transmitidas pela TV e muita interação nas redes sociais. Isso sem falar na parte técnica (viram o golaço da Bia na estreia contra o Panamá?)

Está todo mundo abraçando o crescimento do futebol feminino e o PageGroup, consultoria especializada em recrutamento executivo, montou um material bacana que reproduzimos aqui: os perfis de liderança de algumas das principais técnicas das seleções que estão participando da Copa do Mundo Feminina, além de como esses diferentes estilos de gestão se encaixam nas empresas. Confira:

 

Pia Sundhage – Brasil  

A técnica da seleção brasileira é considerada uma referência no mundo do futebol feminino como jogadora e treinadora. Além de participar de 3 copas do mundo e conquistar uma medalha de prata nas Olímpiadas de 1996, Pia garantiu no comando técnico duas medalhas de ouro olímpicas para os Estados Unidos (2008 e 2012). A comandante também é conhecida por se adaptar a diversos cenários e ter diferentes estratégias no mesmo jogo.

Perfil de Liderança: experiente, é uma líder com muitas conquistas na carreira e que sabe extrair o máximo de rendimento das atletas pelo seu conhecimento de jogo. Adota uma comunicação clara e bem-humorada, característica bem-vista por suas equipes.

Analogia com o mundo corporativo: gestora com muita experiência e que busca sempre o melhor desempenho. Tem boa gestão de grupo e sabe extrair o melhor dos colaboradores com conversas claras e tranquilas.

Bev Priestman – Canadá  

Mesmo sendo jovem, Bev possui experiência como assistente técnica da Nova Zelândia, com participação na Copa do Mundo Feminina de 2015. Assumiu a equipe canadense em 2020 e desde então aplica seu conhecimento tático moderno e ofensivo.

Perfil de liderança: técnica com mentalidade ambiciosa e vencedora, motiva suas atletas para que mantenham o mais alto grau de determinação para alcançarem os objetivos.

Analogia com o mundo corporativo: líder jovem, motivada e que sabe como se comunicar com os colaboradores para criar um ambiente saudável e ambicioso.

Martina Voss – Alemanha  

Gestão de talentos. A frase é quase perfeita para definir a técnica da Alemanha Martina Voss. Como atleta, foi campeã dos Jogos Olímpicos de 1984 e da Copa do Mundo Feminina em 2003.

Perfil de liderança: A treinadora preza pelo desenvolvimento e a motivação individual das atletas, criando um ambiente positivo e agradável para a equipe.

Analogia com o mundo corporativo: a líder que sabe selecionar e desenvolver talentos, tem empatia e entendimento para aplicar a estratégia correta em cada processo.

Sarina Wiegman – Inglaterra  

Com início de trabalho nas categorias de base da Holanda, a técnica já recebeu o prêmio de Treinadora do Ano da FIFA em 2017, como reconhecimento do trabalho feito na seleção holandesa principal na Eurocopa do mesmo ano.

Perfil de liderança: líder pragmática, organizada e que trabalha a eficiência e os relacionamentos sólidos para criar um ambiente agradável.

Analogia com o mundo corporativo: acredita na organização dos processos e na união dos colaboradores para entregar resultados eficientes.

Milena Bertolini – Itália  

Uma das figuras mais importantes no desenvolvimento do futebol feminino na Itália. Milena assumiu a seleção italiana em 2017 e logo alcançou resultados surpreendentes, como a classificação para a Copa do Mundo Feminina de 2019, algo que não ocorria no país há 20 anos.

Perfil de liderança: sabe trabalhar a mentalidade em longo prazo para o desenvolvimento das atletas de forma individual e coletiva. Mantém um estilo organizado e preza pela união do grupo.

Analogia com o mundo corporativo: mesmo com foco em processos de trabalho de médio e longo prazo, consegue se adaptar para extrair o melhor dos colaboradores para entrega de resultados em pouco tempo.

Além do espetáculo esportivo, a Copa do Mundo de Futebol feminino também traz lições valiosas para o mundo corporativo. Os perfis de liderança das técnicas das seleções participantes destacam características importantes, como experiência, ambição, empatia e habilidade de adaptação. Esses estilos de gestão se alinham a diferentes necessidades empresariais, reforçando a importância de líderes inspiradores e estratégicos. Assim como essas técnicas guiam suas equipes rumo à vitória, líderes eficazes no ambiente corporativo podem capacitar suas equipes para alcançar resultados extraordinários e impulsionar o crescimento e sucesso das empresas.

Nenhum comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.